Tendências para o mercado imobiliário no segundo semestre de 2019
Economia, Serviços, Tecnologia

Tendências para o mercado imobiliário no segundo semestre de 2019

Marcado pela retomada do crescimento econômico e grandes expectativas na nova gestão do governo federal, o primeiro semestre do ano de 2019 se mostrou promissor em relação ao mercado imobiliário no Brasil. A perspectiva para novas tendências para o segundo semestre é animadora, então listamos algumas que consideramos relevantes;

Tecnologia e novas experiências

Com a retomada da economia, que lentamente vai respirando, surgem as facilidades de empreender em novas tecnologias. Empresas, Startups buscam soluções para melhorar a experiencia de quem atua no mercado imobiliário, seja no setor de vendas, compra ou anúncios, diariamente são pensados e desenvolvidos novos softwares e aplicativos com a finalidade de melhorar a experiencia do usuário, desburocratizando processos e agilizando o fechamento de novos negócios.

Imóveis corporativos compartilhados

O que já era uma tendencia em semestres anteriores e vai se consolidar ainda mais nos próximos anos. Manter um prédio comercial custa caro e nem sempre uma empresa pode manter por muito tempo aquele ponto funcionando, seja por manutenção, impostos, localização etc. A solução é compartilhar com outras empresas o mesmo ambiente. Essa tendencia ajuda na gestão, muitas vezes os fornecedores trabalham no andar de baixo ou na mesa ao lado, isso além de baratear o processo, economiza tempo e ajuda no ambiente intelectual corporativo já que é constante a troca de informações e experiencias entre profissionais de áreas distintas.

Ânimo dos consumidores

A baixa da inflação, juros baixos e flexibilidade de crédito a longo prazo trás uma perspectiva animadora já que as pessoas começam a olhar para o mercado imobiliário como algo promissor para ser investido. Evidentemente com o aumento da procura o preço do metro-quadrado passa a se valorizar ainda mais em algumas capitais, o que eleva a busca pelo investimento.

Além disso, a mudança da renda máxima no minha casa minha vida aumenta o acesso ao crédito imobiliário popular.

Comments

comments