Sem categoria

O QUE GERA O ATRASO DAS DÍVIDAS PARA A MAIORIA DOS BRASILEIROS?

O que gera atraso

O desemprego ainda é o maior causador das dívidas no Brasil, segundo dados divulgados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). De acordo com o levantamento, cerca de 26% das pessoas ouvidas em todas as capitais do país, apontaram a falta de trabalho como o principal motivo pelas contas em atraso.

Apesar da queda do percentual em relação a 2016, quanto 28% dos entrevistados disseram que o seu endividamento era culpa da escassez de trabalho, pelo terceiro ano consecutivo, a desocupação foi à principal responsável pelos índices de inadimplência dos brasileiros.

Obviamente que o difícil momento econômico que atinge o país desaqueceu o mercado produtivo e fez com muitos trabalhadores ficassem desocupados, o que reduziu suas rendas.

É sabido que quando estão nesta situação, as pessoas priorizam umas contas em detrimento de outras e também é fato que as altas taxas de juros praticadas no Brasil facilitam que pequenas dívidas acabem se tornando grades problemas, mas será que esses são os únicos motivos para os brasileiros estarem tão endividados?

Crédito muito fácil

Hoje, o acesso ao crédito é muito facilitado, crediários, financiamentos, empréstimos pessoais e consignados, cheque especial, cartões de crédito e principalmente cartões de loja – 80% das pessoas que têm esse tipo de cartão estão com o nome sujo, são as principais formas pelas quais os brasileiros se endividam.

O curioso neste caso é que o principal motivo das pessoas não conseguirem pagar esse tipo de dívida é porque os juros são muito altos, porém, no geral, essas taxas são tão caras porque o índice de pessoas que não pagam suas faturas é muito elevado. Torna-se um clico vicioso que poderia ser interrompido com um critério mais rigoroso para concessão de crédito.

Falta de planejamento

Certo, o sistema de crédito praticado no Brasil favorece o endividamento, mas será que as pessoas não têm um pouco de culpa também?

A pesquisa do SPC e da CNDL também mostrou que 46% dos brasileiros não fazem nenhum tipo de controle de orçamento. Além disso, boa parte das pessoas disseram não ter a menor ideia de quanto pagam de juros, não têm nenhuma reserva para emergências e não sabem de quanto são os seus rendimentos mensais. Fatores que certamente contribuem para o atraso nos débitos.

Outro motivo clássico que acaba gerando atraso das dívidas, para a maioria dos brasileiros, é a falta de planejamento antes de comprar um produto e assim não se preocupar quanto da renda será impactado pelo valor da parcela. Isso gera o acúmulo de dívidas e a consequente inadimplência.

Em resumo, fica claro que a crise econômica e a diminuição nos rendimentos das famílias brasileiras impactam diretamente nos altos índices de endividamento que atingem a população, porém, mais do que isso, a total falta de uma educação financeira, que gera um desleixo com o seu próprio dinheiro, acaba sendo o principal motivo para tamanho endividamento e isso acaba prejudicando muito mais a economia do país que ainda luta para se recuperar.

Tendo em vista isso, chamamos a atenção para o que consideramos aqui no IMOBANCO, como postura acolhedora. Não basta cobrar! Temos que entender o porquê das coisas e fazer com que as pessoas assumam postura proativa de solução dos conflitos. Precisa resolver conflito de cobranças? VEM PARA IMOBANCO VOCÊ TAMBEM!

Comments

comments