Entenda a diferença entre estar inadimplente e estar endividado
Contrato, Destaque, Economia, Mercado, Vendas

Entenda a diferença entre estar inadimplente e estar endividado

Uma das preocupações que atormentam o sossego de qualquer pessoa são as dívidas. O medo de não conseguir quitar as contas e não cair na inadimplência tira o sono de qualquer um. Algumas pessoas aderem o uso de crédito para aquisição de alguns bens maior valor como casa, apartamento, carros, etc.

Usado de forma correta, o crédito, torna-se algo positivo, desde que haja consciência na forma de lidar com a dívida.

Mas você entende qual a diferença entre está endividado e está inadimplente?

O endividado é aquele individuo realiza um financiamento, ou usa o seu cartão de crédito, para adquirir algum produto e com isso termina assumindo uma dívida.  Assim, o endividado é a pessoa que tem uma dívida a pagar.

Um exemplo prático é quando se compra um carro ou financia-se um apartamento, fica assim as prestações para pagar, neste caso, você está assumindo uma dívida, ou seja, você está endividado. Por mais que se tenham os prazos todos sobre controle a dívida ainda existe, mas sendo usado de forma planejada é possível ter o que se deseja.

Entretanto, se há parcelas em atraso do financiamento, ou se perdeu o prazo de alguma conta, fatura de cartão ou qualquer vencimento, por exemplo, isso quer dizer que o endividado está inadimplente, ou seja, havia uma dívida para ser cumprida, mas não foi.

Segundo a última pesquisa nacional realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) 46, 5%  dos brasileiros não tem condições de pagar as dívidas em atraso para os próximos três meses.

Um dos principais motivos para deixar de pagar as contas atrasadas são as perdas de emprego (28,2%), diminuição da renda (14,8%), falta de controle financeiro e de planejamento no orçamento (9,6%) e empréstimo do nome para compras feitas por terceiros (9,3%, aumentando para 30% entre os mais velhos e 9,9% nas classes C, D e E).

Com esses dados, fica claro a necessidade de controle nas dívidas ficando visível perceber a diferença entre está endividado e está inadimplente, possibilitando assim, que se tenha mais cautela na condução das contas para não cair na inadimplência.

Comments

comments